No topo das fraudes, traição de executivos e ‘kick-back’

traição de executivos

Valor Econômico  – Jun 2014

Vem das histórias populares o preceito de que quanto mais longe se busca solução a um problema, mais perto ela estará. Aliás, ambos estarão – o problema e a solução. Eu não sou homem de fazer pouco de ensinamentos populares, e, mesmo que o fosse, me dobraria a eles com doçura ao observar quão certos estão em relação a meu campo de trabalho – a investigação de fraudes corporativas e a criação de real compliance para evitar dores de cabeça com falcatruas, roubos e outros golpes. A noção de que a solução costuma estar no quintal de casa é algo que sou obrigado a ver com uma constância inquietante. Para o leitor do Valor entender a que me refiro, melhor ir ao ponto: a imensa maioria das grandes fraudes no setor privado segue a norma do quintal – a empresa é lesada por traição de seus próprios executivos. Mas se nos debruçamos sobre…

http://www.valor.com.br/opiniao/3580838/no-topo-das-fraudes-traicao-de-executivos-e-kick-back